Home>Mundo>DESCOBRIR A VERDADEIRA BARCELONA SEM PASSAR POR TURISTA
Mundo

DESCOBRIR A VERDADEIRA BARCELONA SEM PASSAR POR TURISTA

Ricardo Jorge Freitas

Descobrir a verdadeira Barcelona sem passar por turista!

Sim, quem a conhece, recomenda-a vivamente! É uma cidade cosmopolita, vibrante, cheia de côres, cultura, gente de todo o mundo, cheiros, flores, comida e… futebol também!

Isto tudo atrai quem visita Barcelona! E não é pouca gente… só a cidade de Barcelona recebe mais de 10 milhões de turistas todos os anos (a terceira cidade mais visitada na europa).

Esta “pequena grande cidade” (considero assim porque não é capital de nenhum país nem uma mega-cidade), não obstante, consegue atrair mais turismo que muitos destinos turísticos juntos.

E digo “pequena grande cidade” porque tem 1,8 milhões de habitantes, é mais pequena que a zona metropolitana de Lisboa (embora a zona metropolitana de Barcelona passe dos 3 milhões). Mas quem vem visitar a cidade, não vem conhecer os subúrbios nem a potente e vasta zona industrial que fazem da Catalunha o “motor” de toda a Espanha! Vêm para conhecer os monumentos, Gaudi, Miró, Sagrada Família, íconos culturais, hipes urbanos, estadio e clube, las ramblas, etc. E tudo isso fica no centro da cidade. Para um turista, Barcelona parece pequena porque tudo está perto! A reconversão de uma cidade industrial e cultural numa cidade olímpica que apostou tudo no turismo e fez dela um atractivo mundial. Talvez por isso seja tão famosa!

Vamos por partes. Barcelona é, sem dúvida, uma cidade que vale a pena conhecer! Falo por mim, claro! Na primeira visita que fiz a Barcelona era aínda um míudo e desde então, sabia que era a cidade onde queria viver. Tinha apenas 15 anos de idade, mas fiquei simplesmente fascinado com a vibração positiva que se vivia na cidade. Nessa altura, não havia movimentos independentistas, mas havia um forte sentimento nacionalista catalão, ou seja, todos me diziam que a Catalunha era quem “levava o resto da Espanha às costas”. E não estavam enganados na altura. A Catalunha era, sem dúvida, o grande motor de Espanha.

Tudo isto fez com que eu sempre sonhasse em participar (como ambicioso que era e sou) de fazer parte de algo importante. Barcelona acabou por ser uma escolha natural para mim! Assim que a oportunidade apareceu, em 2007, vim para Barcelona. E cá estou, desde então. Já lá vão mais de 12 anos! E sim, sinto-me como um peixe dentro de água aqui. E fui muito bem recibido em Barcelona. Hoje faço parte da sociedade catalã e estou completamente integrado nela.

Feito o “extenso preâmbulo”, vamos ao que interessa! Que pode esperar um turista português quando visita Barcelona?

Pode esperar uma cidade lindíssima, cheia de cultura, arquitectura, fiesta e cores para todos os gostos.

É uma cidade cara para visitar?

Sim e Não!

1)      Sim: É cara se o leitor seguir os mapas turísticos (e sugestões de restaurantes e sítios de laser), vai pagar um preço bastante mais alto do que é costume na cidade. Barcelona vive muito do turismo, é normal ter uns 5 a 12 cruzeiros no porto marítimo todos os dias. É gente rica (ou com bom nível de vida) que sai do Barco e não tem problemas em gastar! Cada cruzeiro leva em media umas 5000 pessoas, multiplique pelo número de cruzeiros aparcados no porto e faça uma conta de quantos turistas cheios de dinheiro vão estar no centro da cidade no día em que você estiver na cidade! Fora os milhares que chegam de avião, carro, comboio, etc. A minha dica: Evite consumir nas ruas turísticas! A diferença de preços num restaurante (por exemplo), pode ser de 50 a 70% se for para a rua ao lado (ou paralela). É mesmo assim! E muito provavelmente vai comer melhor por metade do preço! A sério! Evite comer nas ramblas e nas ruas turísticas cheias de gente!

2)      Não: Dependendo do tipo de turismo que estiver a fazer, lembre-se de uma coisa muito importante: Barcelona tem excelentes restaurantes a preços acessíveis (mas com qualidade) e, no limíte, supermercados. Os últimos oferecem também comida feita a preços mais acessíveis que em Portugal! Basta dizer que, em geral, as compras de supermercado em Espanha sao bastante mais baratas. É algo a ter em conta.  Mas é fácil encontrar bons restaurantes a preços normais, basta procurar um pouco. Por outro lado, nunca aceite as “incríveis promoções” que lhe façam na rua: são sempre mais caras! Barcelona vive do turismo (a seguir à industria) e os guías turísticos nem sempre são a melhor opção, principalmente, porque quase sempre não são de Barcelona (nem sequer são espanhois. Cuidado!) e apenas dizem-lhe o que lhes interessa para o seu negócio.

Resumindo…

Barcelona é uma cidade que pode ficar cara para quem não a conhecer ou, não souber dos “truques”.

Eu que vivo em Barcelona, já vivi uma experiência dessas! Fui tomar o pequeno-almoço numa esplanada ao lado do meu escritório (Paseo de Gracia) e paguei 12€ por 2 cafés e 1 pastel de nata (sim, vendem-se cá e são um sucesso!!). No dia seguinte, fui à esplanada do lado, e paguei 3€ por 2 cafés e 1 croissant. Ridículo, certo?

O tema que muitos falam… a Independência!

É um tema muito complicado aqui na Catalunha! Se visitar a Catalunha, tenha bastante cuidado ao falar neste assunto pois é um tema bastante complexo! A sociedade Catalã está divida no assunto, mas é  bastante respeituosa. Mas de nenhuma forma eles vão dar a sua opinião a um turista que apenas procura o confronto ou a brincadeira entre Madrid e Barcelona! Respeitem esta gente. É um tema muito sério na Catalunha. Falar no assunto é uma coisa, procurar o confronto dizendo que Madrid é melhor, é capaz de não ser boa ideia.

Os carteiristas…

Sim, há muitos carteiristas no centro turístico de Barcelona! Principalmente no Metro e nas Ramblas. Tenha muito cuidado! Exemplos de como os carteiristas actuam:

1)      No Metro: Actuam em grupo normalmente (2 a 3 pessoas). Uma coloca-se junto à porta do vagão, os outros dois ao seu lado. Quando o metro pára e abre as portas, é quando a ação começa! 2 segundos antes que as portas fechem, eles roubam-lhe a carteira ou bolsa, e fogem pela porta que está já a fechar. Quando você reagir, já a porta fechou e o metro começa a andar….

2)      Nas Ramblas: Assistir aos espectáculos dos artistas de rua é digno de ver-se e, normalmente, junta sempre muita gente à volta do(s) artista(s). Esse é o momento em que todos estão concentrados a olhar para o espectáculo e, porque há sempre muita gente, é normal levar um encosto de alguém. É nesse momento que você pode estar a ser assaltado sem se aperceber. Cuidado!

Assim é Barcelona! Mas… a verdade seja dita: Quem vem a Barcelona, fica enamorado pela cidade! Eu vivo aqui há 12 anos e gostaría imenso de ler comentários aqui na Bird Magazine de gente que já visitou e quais as suas experiências! Quem se atreve a comentar a sua experiência?


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.