Home>Lifestyle>GRAVATA: AS REGRAS BÁSICAS PARA USAR E QUANDO USAR
Lifestyle

GRAVATA: AS REGRAS BÁSICAS PARA USAR E QUANDO USAR

Clara Morais

Seja para uso diário ou em situações esporádicas, a gravata masculina é primordial para construir looks sociais elegantes e sofisticados. O acessório transmite charme e valoriza as características marcantes de quem o veste. Atualmente, é possível encontrar diversos modelos de gravatas com cortes, tamanhos e padrões diferentes, já que cada ocasião exige um tipo de gravata específico e cada peça combina com um estilo.

A Gravata é um acessório essencial em qualquer guarda roupa masculino, uma vez que, mesmo que não seja do seu agrado, há sempre situações em que é obrigatório ou no mínimo aconselhável, que use gravata. Ao longo do tempo passou por algumas mudanças na largura, na textura e nos padrões, tendo-se tornado um item de status e elegância desde o séc XIX até aos dias de hoje.

Há quem seja de opinião que usar gravata pode não melhorar o trabalho que se oferece, mas mostra que se leva o trabalho a sério e que todos os dias de manhã se veste com cuidado para ir trabalhar. E que, se quer obter sucesso num ambiente de trabalho tradicional, precisa de comprar uma gravata!

A gravata não deve ser restringida ao ambiente corporativo, mas o escritório é o lugar, por excelência, onde a gravata deve ser usada.

A gravata é um acessório simples, mas usá-la transmite que é um homem de sucesso e confiante, e que sabe o que quer da vida. Ela revela o gosto, estilo e a verdadeira personalidade de quem a está a usar.

Uma vez que estamos a falar de elegância e estilo, é fundamental respeitar algumas regras básicas e práticas para usar gravata com estilo, para que se destaque positivamente através de uma boa combinação com as outras peças do vestuário.

– Existem quatro tipos de gravata (modelo padrão, slim, borboleta e ponta reta), e cada uma deve ser usada de acordo com o tipo físico, a roupa escolhida e a ocasião: gravata padrão é a ideal para usar no trabalho, pois é mais formal e também combina com todos os tipos de corpo; gravata slim é mais fina que a padrão resultando num look mais jovem; a gravata borboleta usa-se com trajes de gala e smoking, em momentos formais; gravata de ponta reta é usada em looks mais casuais, geralmente em tecido tricô e formato fino.

– Comprimento: as pontas da gravata devem estar na altura do furo do cinto ( se a gravata ficar abaixo do cinto ou acima pode dar um ar “desleixado”)

– Como combinar? Resulta sempre bem combinar com a camisa, na mesma cor ou “tom sur tom”, ou combinar com o fato. Uma vez que pode mostrar o seu estilo quando escolhe a gravata, pode ousar combinações mais irreverentes, optando por cores mais fortes.

– Camisas lisas podem ser usadas com gravatas lisas ou estampadas; se a camisa for estampada a combinação mais fácil e ”segura” é usar gravatas lisas; a combinação com gravatas com estampados também é possível, mas exige bom senso para que não resulte demasiado extravagante.

– Para usar gravata não é obrigatório usar fato, pode ser usada apenas com um blazer

– Ocultar os botões da camisa: uma outra regra imprescindível é esconder os botões do pescoço e da camisa com a gravata

– Largura da gravata: assim como o comprimento é importante, a largura da gravata também o é. O que fica mais proporcional e equilibrado no look é a gravata ter a largura da lapela do casaco

– O nó da gravata é outro ponto a ter em consideração, uma vez que um nó mal feito resulta numa gravata torta, desleixada, curta ou comprida. Trata-se de um “ momento de precisão” que deve ser dominado na perfeição.

As gravatas masculinas são acessórios poderosos que garantem elegância e estilo ao look, transmitindo charme e autenticidade.

Vale a pena apostar neste acessório sempre quiser dar um “up” ao visual.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.