Home>Saúde e Vida>O OUVIDO E O NARIZ – A TROMPA DE EUSTÁQUIO
Saúde e Vida

O OUVIDO E O NARIZ – A TROMPA DE EUSTÁQUIO

Carla Guimarães Cardoso

A Trompa de Eustáquio é um tubo que liga a cavidade timpânica (ouvido médio) à nasofaringe (região atrás da cavidade nasal).

Uma boa função da Trompa de Eustáquio é essencial para um ouvido saudável, tanto no adulto como na criança.

A Trompa é uma estrutura tubular com aproximadamente 36 mm de comprimento no adulto e 18mm na criança e um diâmetro entre os 2 e os 4 mm.

É composta por duas porções, o 1/3 lateral ósseo e 2/3 mediais fibrocartilaginosos. A parte óssea tem origem na cavidade timpânica e une-se à porção fibrocartilaginosa no istmo, o local mais estreito da Trompa. A porção fibrocartilaginosa termina na nasofaringe.

Na criança a Trompa tem uma orientação mais horizontal e menos angulada o que vai dificultar a sua função.

A porção óssea da Trompa está permanentemente aberta enquanto que a porção fibrocartilaginosa está, em repouso sempre fechada. Abre quando engolimos ou fazemos uma insuflação forçada (Manobra de Valsalva). A abertura da Trompa é devida à acção de músculos que estão ligados ao palato (céu da boca).

 

A Trompa de Eustáquio tem como funções:

  • regulação da pressão no ouvido médio;
  • protecção do ouvido médio das secreções da nasofaringe;
  • limpeza e drenagem de secreções do ouvido médio para a nasofaringe.

 

A abertura repetida da Trompa de Eustáquio ao longo do dia, por exemplo quando engolimos, permite manter uma equalização de pressão entre a pressão atmosférica e a pressão dentro do ouvido médio. Alteração à sua normal abertura, como ocorre nas crianças com infecções repetidas da via aérea superior e consequente aumento das adenoides, contribui para doença do ouvido médio. O papel equalizador da Trompa é mais visível quando ocorrem variações bruscas de pressão como no voo ou no mergulho.

O mecanismo de drenagem das secreções do ouvido médio é um mecanismo activo de transporte mucociliar e passivo resultante da constante abertura e fecho da Trompa. Alterações a este mecanismo, como nas perfurações da membrana timpânica ou após cirurgia envolvendo a mastoide podem permitir o refluxo das secreções através da Trompa para o ouvido médio causando infecção.

De igual modo assoar o nariz de forma mais violenta provoca um aumento de pressão na nasofaringe  empurrando as secreções através da Trompa para o ouvido médio com desfecho idêntico.

A Trompa de Eustáquio pode não funcionar por razões mecânicas extrínsecas ( hipertrofia das adenoides ou tumores da nasofaringe), mecânicas intrínsecas (infecção da própria Trompa) ou funcionais (imaturidade da Trompa nas crianças).

A disfunção pode ser aguda, como ocorre nas constipações, ou crónica. No caso de disfunção crónica esta pode ser factor causal de otite média crónica simples, otite média com efusão (típica das crianças)ou situações mais complicadas como a retracção da membrana timpânica com consequente otite média atelectásica e a formação de bolsas de retracção com evolução para colesteatoma.

Assim, esta diminuta estrutura é essencial para um ouvido saudável.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.