Home>Cidadania e Sociedade>A ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL EM LARES DE IDOSOS
Cidadania e Sociedade

A ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL EM LARES DE IDOSOS

Isabel Pinto da Costa

A animação sociocultural surge como forma de alcançar uma vida animada, mostrando a cada pessoa idosa as etapas que permitem conquistar pequenos momentos de alegria e felicidade nos lares da terceira idade.

A animação surgiu, então, para compensar algumas carências, numa tentativa de recuperar na pessoa idosa, a liberdade que se poderá alcançar durante o tempo livre, sendo uma prática social dinamizadora da sociedade, infundindo entusiasmo a todos os idosos residentes nos lares.

Acredita-se que a animação dinamiza os lares, envolvendo as pessoas idosas ativamente, implicando um crescimento pessoal e social, tendo como objetivo suscitar melhoria e progresso.

Ao nível da animação social para pessoas idosas institucionalizadas, podem ser desenvolvidos diversos tipos de atividades, como por exemplo, exercício físico ligeiro, leitura de contos e poemas, visionamento de filmes, ateliers, passeios ao ar livre, visitas a museus, jogos, etc.

Antes da passagem à prática das diversas atividades, é fundamental que seja realizada uma avaliação psicológica e física de cada pessoa idosa, no sentido de perceber quais as suas capacidades reais relativamente a cada uma das atividades propostas.

Todas as atividades de animação devem ser realizadas com o maior número possível de participantes.

Para que isso ocorra é necessário fazer um estudo prévio sobre quais as atividades que mais agradam e motivam os idosos da instituição.

Os/as animadores/as tendem a agir em três direções fundamentais:

– Valorização: propondo atividades que permitam mostrar a si mesmas/os e às/aos outras/os que são capazes e úteis;

– Ultrapassar o isolamento: encorajando as pessoas idosas a participarem segundo os seus desejos;

– Ritmo: o/a animador/a tem de incluir no seu programa atividades que tenham em conta o ritmo de cada pessoa idosa.

Há que promover e dinamizar atividades de lazer e ocupação, tentando ir ao encontro das preferências da/o idosa/o, valorizando-a/o e destruindo os estereótipos que possam

inibir ações ou a sua própria identidade, tão pouco estimada pela pessoa idosa e pelas/os outras/os.

Os objetivos da Animação sociocultural nos lares de idosos são essencialmente: respeitar o indivíduo tornando-o insubstituível e de valor inestimável; o combate à inatividade; a melhoria da autoestima; a aprendizagem de novas competências; a estimulação à socialização; o estímulo à concentração; o encorajamento de movimento e exercício e a estimulação da memória e orientação na realidade.

Espero que com este pequeno artigo tenha elucidado sobre os ganhos da prática da animação nos lares de idosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.