Home>Lifestyle>LENÇOS, O ACESSÓRIO “IT” PARA USAR COM ESTILO
Lifestyle

LENÇOS, O ACESSÓRIO “IT” PARA USAR COM ESTILO

Clara Morais

O lenço é um acessório básico e simples, que existe em qualquer guarda roupa, é um grande aliado para criar “outfits” incríveis em poucos instantes.

A versatilidade dos lenços, echarpes e pashminas é enorme, já que com um único acessório, conseguem-se diferentes looks com vários estilo e muito prático, pois em poucos minutos e com um simples lenço, pode transformar-se totalmente um look

Originário na Roma antiga como o sudário, um recorte de linho, o lenço assumiu formas e usos diversificados, incluindo echarpes e cachecóis.

Através dos lenços, podem identificar-se alguns costumes de um país, como na Índia, onde os lenços fazem parte do vestuário (podem mesmo ser a própria vestimenta), de homens e mulheres.

Em Portugal, no século XVIII, os lenços eram utilizados para sinalizar se a pessoa era ou não comprometida, dependendo do formato e da cor do lenço.

Em França, o costume era usar lenços menores e mais discretos ao pescoço. Alguns homens utilizavam os lenços para mostrar a sua inclinação política, dependendo da cor escolhida. Esse modo de utilização ficou conhecido como uma moda francesa, e que inspirou a grande marca “Hermès”, que se consagrou como a grande “Maison” de lenços quadrados de seda.

A partir do século XIX, as grandes marcas, como a Chanel, investiram nos lenços, que se tornaram referência de “status” e elegância.

Grace Kelly, Audrey Hepburn, Elizabeth Taylor e Ingrid Bergman, quatro nomes famosos dentro e fora do ecrã, usaram muito este acessório. Ícones incontornáveis no que ao estilo diz respeito, acabaram por moldar a maneira como os lenços viriam a ser utilizados, usando-os principalmente a cobrir a cabeça.

Hoje em dia há lenços por todo o mundo com vários tamanhos, cores e tecidos, podendo ser echarpes, cachecóis, pashminas.

Normalmente, os lenços são quadrados, e podem ter algumas franjas nas extremidades. Como são feitos de tecidos leves, como seda, cetim ou algodão, não aquecem muito e são mais indicados para dias de temperatura amena de qualquer época do ano.

As pashminas têm forma rectangular e podem ser bastante compridas. Geralmente feitas de 100% de cachemira ou uma mistura de cachemira com seda ou viscose. Uma pashimina genuína é muito cara porque é feita com pelos de uma cabra que existe somente na região da Caxemira, que fica entre o Paquistão e a Índia.

As echarpes são rectangulares, variando de largura e comprimento. Podem ter o acabamento liso, mas o mais comum é o acabamento em franjas. Também são feitas de tecidos leves como algodão, “chifon” ou “voile”. Não aquecem muito, mas deixam o visual bastante sofisticado.

Ruth Pascual, criadora da marca espanhola de lenços “No quiero Rosas” afirma “Os lenços são uma roupa mágica, capaz de sublimar qualquer look. E, além de ser útil e básico durante todo o ano, apenas mudando o lenço, o mesmo conjunto pode parecer diferente. Eu acho que eles são uma peça essencial no guarda-roupa, já que imprimem elegância e sofisticação, e ao mesmo tempo podem trazer um ar mais romântico e descontraído. Eles dão harmonia ao todo. O segredo está no modo de usá-lo “, explica Ruth.

Concordo absolutamente com Ruth Pascual.

Um lenço pode agregar estilo, personalizar e transformar um look, dando um “up” imediato a um coordenado básico.

Há quem os use no cabelo, á volta de um “rabo de cavalo”, como “bandolete” ou ainda fazendo um turbante.

E são maravilhosos para resguardar ombros e costas de um frio inesperado, ou quando estamos num ambiente com ar condicionado a temperaturas mais baixas do que se fosse Inverno, e estamos com roupa de Verão!

Tenho o hábito de trazer um lenço na carteira e já me “salvou” de muitos frios repentinos e improváveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.