Home>Lifestyle>CARDIGAN
Lifestyle

CARDIGAN

Clara Morais

O cardigan é um casaco de malha, a peça ideal para trazer aconchego e conforto nos dias mais frios. É uma peça leve, que cobre os braços, e combina com saias, vestidos, calças…

É uma peça essencial para se ter no guarda roupa.

O nome “cardigan” tem origem nobre, pois segundo alguns livros, o primeiro homem a usá-lo foi o conde Cardigan, o general James Thomas Brudenell, que comandava oficiais britanicos na Guerra da Criméia (1853-1856). A peça era parte dos uniformes da tropa, tem um modelo clássico, inspirado no suéter, mas um pouco mais leve e com botões frontais.

A história associada á origem do cardigan tornou-se famosa. Supostamente o general não tolerava o clima frio e para se proteger do Inverno rigoroso usava uma peça de roupa protectora de lã de cor vermelha por baixo do seu uniforme.

Mais tarde, o famoso cardigan vermelho esquecido nos campos de batalha, invadiu os campos de golfe.

Nas décadas de 20 e 30, a famosa estilista francesa Coco Chanel, ajudou a divulgar o cardigan como parte de um conjunto “ duas peças” (cardigan e saia) ou três peças (cardigan, “suéter” e saia).

É uma peça muito versátil; Oscar de la Renta usou por cima de vestidos bem femininos, mas sempre com um cinto para diminuir o volume e ficar mais elegante.

Coco Chanel, sempre vanguardista, consagrou-o como” item fashion”, introduziu o casaquinho no guarda roupa feminino, combinando-o com saias. Tinha como características principais linhas suaves e eram confecionados com pequenas agulhas de “tricot” criando o “twin set”, usados principalmente com saias e vestidos.

Nos anos 70 o cardigan surgia como símbolo da roupa casual, revolucionando os casacos tradicionais. O desejo de estar bem vestido dentro de uma roupa quente e macia traduzia-se em possuir um cardigan.

Apesar de ter sido criado há bastante tempo, o cardigan é uma peça que se reinventa como o passar dos anos e nunca sai de moda.

Hoje, a peça aparece em diferentes materiais como lã e tecidos mais leves, podendo manter o padrão clássico ou integrar looks com uma leitura mais moderna, nas diversas versões cheias de personalidade. Uma peça simples e genial presente nas produções de todas as estações.

Como combinar o cardigan:

O cardigan é uma peça versátil, podem criar-se looks tanto clássicos como mais casuais.

Normalmente são feitos em lã com mangas compridas e botões frontais, mas podem existir em variadíssimas versões e cores, comprimentos e texturas.

As senhoras mais baixas devem apostar em looks monocromáticos escuros e tons sóbrios para criar a impressão de uma silhueta mais alongada. Os modelos confecionados em linha mais fina e com decote em “V” são igualmente mais favorecedores.

As mais magras podem usar o cardigan com um cinto para harmonizar a silhueta, além de que o cinto agrega charme e feminilidade ao look, tornando-o mais moderno e estiloso.

-Modelos alongados

Muito versáteis, facilmente migram por vários estilos e tipos físicos. Um maxi cardigan é óptimo para alongar a silhueta.

-Sobreposições

Em dias de clima instável, a sobreposição de peças de roupa é muito interessante para garantir que não tenha frio nem calor. O cardigan é uma peça perfeita para estas sobreposições.

– Ponto de cor

Acrescentar uma terceira peça colorida é sempre boa ideia, resultando um look mais interessante e moderno.

– Cardigan com cinto

Um cinto por cima do cardigan aberto marca a cintura e confere modernidade ao look.

– Usar ao contrário

Para as “fashionistas” é o modo mais “fashion” de vestir um cardigan. Os modelos mais largos, “oversized” ou masculinos podem mesmo usar-se como vestidos.

O cardigan é igualmente uma peça interessante no guarda roupa masculino. Se pensa que o cardigan é uma peça de roupa ultrapassada, do “guarda roupa do avô”, acredite que está enganado e deve investir neste item. Um cardigan é uma peça leve, versátil e extremamente útil tanto no Inverno como na “meia estação”, dependendo da ocasião.

Experimentem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.