Home>Lifestyle>PORTUGUÊS NUMA NICE!
Lifestyle

PORTUGUÊS NUMA NICE!

Jorge Nuno

Investigadores fazem-nos chegar a informação que temos cerca de 60.000 pensamentos por dia. Há quem diga que é impossível controlar todos esses pensamentos, assim como há quem o exercite todos os dias, fazendo aquilo que parece impossível. Neste momento, longe de fazer qualquer esforço para controlar o pensamento e, enquanto o display tátil indica que estarei a consumir cerca de 265 Kcal per hour, deixo-me evadir através das largas dezenas de metros de vidro da fachada principal. Em frente, numa pequena nesga, vê-se a linha do caminho de ferro. Sobre a passadeira, que habitualmente escolho, fica a estranha vontade de ver passar um comboio, mesmo que por poucos segundos, gesto que para um psicanalista significaria, certamente, a minha vontade de viajar.

Está-se na zona do Centro Empresarial da cidade. A construção é do tipo industrial, forrada a chapa metálica em tom cinzento, com realce dos cartazes publicitários coloridos. Destaca-se um desses: Boom Bap – French Kick Ass Brand / Don’t Be Sexist! Bitches Hate That!; está tatuado Get Money no braço de uma mulher e, no outro, colocado sobre a cara… bem, essas duas palavras, nem ouso escrever! Não, felizmente não se trata de graffiti selvagem, pois esta zona, por enquanto, foi poupada. A caminho, já tinha reparado na: HIKVision, especialistas em segurança; Bosch Car Service; Alfa Elektor –componentes eletrónicos; WeDo Technologies e, no extremo da rua, uma empresa de comércio de embarcações de recreio, com seguinte publicidade a Monterey: More than a boat… a way of life.

Agora, enquanto dou passadas vigorosas sem sair do mesmo sítio, e porque agucei a curiosidade, até reparo nas letras mais pequenas: sob o nome do restaurante no 1.º andar fico a saber que é uma steakhouse; WebHelp com a sigla We are a great place to growDAPE New Energy – setor da energia solar; Carglass – vidros para viaturas; Servipel –

Profesional / Cosmetic.

Chegado ao fim do tempo previsto na passadeira, baixo o olhar e deparo-me com o botão vermelho emergency stop, mas pressiono o do simples stop. O display fornece-me alguns dados estatísticos relativos à minha prestação, entre eles que foi Cool Down – que revela ser pouco abonatório para tanto esforço, com 96 a 102 batimentos cardíacos por minuto. Saio e noto na marca daquele equipamento de ginásio – ThecnoGym –. Aliás, só agora noto que são quase todos!  Numa parede é bem visível: Let´s Ride. Numa outra, #solincaFamily. Numa terceira parede pode ler-se Let´s Get Info, um espaço informativo, onde o folheto: Smart Friends, estimula o associado a recrutar um amigo; Your Smart Party Day, um convite à realização de festas de aniversário de crianças (…). Junto, encontra-se uma máquina para fazer o check-in do plano de treino. Começo a ler qual a finalidade das várias máquinas, quase todas para desenvolvimento da massa muscular, e surgem nomes como: PulldownPectoralPulleyAdductorAbductorLeg ExtensionLeg CurlLeg PressArm CurlGluteRotary TorsoRotary CalfChest PressLow RowCrosstrainerAbdominal Crunch (…).  Numa área específica do ginásio encontra-se a S – Functional e S – Challenge, para exercícios em grupo, e surgem termos como: Half Burpee; Power Lunge; Swuitch Climber; Truster; Jumping Jack; Warm-up, Countdown (…). Dois equipamentos têm mesmo escrito, em português: “Bicicleta Horizontal” e “Bicicleta Vertical”, o que me deixa escapar um longo Wow!… só que, para iniciar, há que clicar no botão verde Quick Start e ter de decifrar Wellness Means More Vitality ou Wellness Means Mental Balance.

Já no rés-do-chão, dou de caras com a caixa do desfibrilhador, onde se destaca Intelligent Life Solutions. Na parede pode ler-se Let´s Get Active. Ao lado, Everyone Everywhere, a máquina para leitura dos cartões dos associados, claro, Powered by Solinca. Dirijo-me aos balneários, mudo de equipamento para ir dar umas braçadas à piscina e acabar relaxado na sauna, banho turco ou no jacuzzi, e reparo que despi uma peça da marca Team Quest e que a touca da natação tem inscrita, de um lado, Smart Fitness e, do outro, Powered by Solinca.

À saída, cruzo-me com um instrutor, de equipamento preto com Personal Trainer nas costas, que me cumprimenta de aperto de mão e muita cordialidade, perguntando-me:

– Então… está tudo a correr bem?

Resposta espontânea:

– Yeeeesss! Tudo numa nice!

Sorri, aparentando agrado com a resposta, e deseja-me um resto de bom dia, que retribuo.

Já fora, no mesmo lado da rua, fico a saber que Laskasas é uma home decor & interior design.

Este relato talvez permita fazer algumas reflexões e chamadas de atenção.

1 – A importância no foco – Basta uma pessoa focar-se excessivamente em algo e passa a haver um avolumar daquilo que estamos a procurar, indo ao encontro das nossas expetativas. Atenção, se for algo negativo, podemos estar a promover essa negatividade;

2 – Modo de olhar – Dá que pensar a frase de Wayne Dyer: “Mude o modo como você olha para as coisas, e as coisas que você olha mudarão”. Atenção, não significa que não se possa extrair algo de bom daquilo que não o parece ser;

3 – Superação de objetivos – Devemos identificar-nos com aquilo que nos faz sentir bem e procurar fazê-lo na dose certa. Qualquer pessoa, independentemente da idade, se definir objetivos claros e aplicar o esforço adequado, com motivação e alguma orientação, tem fortes probabilidades de obter sucesso. Atenção, até podemos acreditar em milagres… mas o verdadeiro milagre resulta do nosso envolvimento pessoal a originar a superação;

4 – Somos espírito em evolução – No caso concreto, Braga é uma cidade bimilenária, fundada no período da ocupação romana. Trata-se de uma das cidades do país que mais tem procurado manter vivas as tradições e a cultura popular, a par de um importante tecido empresarial e do fomento da investigação, em parte sustentados no conhecimento difundido a partir na Universidade do Minho. Para uns pode ser very cool, mas para outros algo confuso que haja dísticos azuis para estacionamento rápido na cidade com a designação Kiss & Go, junto das creches, escolas e colégios, quando seria mais apelativo um simples “Beija e Baza”, como sugeriu o humorista João Seabra. Pelo exposto, decididamente, a cidade está a viver a era da globalização. Atenção, relembra-se que somos espíritos em evolução.

Exultem, amantes da língua portuguesa! A UNESCO ratificou em 25 de novembro de 2019 a proposta aprovada em outubro, por unanimidade, pelo seu conselho executivo, para criação do Dia Mundial da Língua Portuguesa, a ser comemorado, pela primeira vez, no dia 5 de maio de 2020. O diplomata António Sampaio da Nóvoa, declarou à agência Lusa: “Os países lusófonos argumentaram que a língua portuguesa é a mais falada no hemisfério Sul e que foi também a língua da primeira vaga de globalização, deixando palavras e marcas noutras línguas no mundo”, faltando tornar-se numa língua de trabalho da ONU.

Obs.: Curiosamente, esta crónica foi escrita para a BIRD Magazine e colocada na secção Lifestyle. Sem problemas, tudo numa nice!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.