Home>Lifestyle>O QUE É O LUXO NOS DIAS DE HOJE?
Lifestyle

O QUE É O LUXO NOS DIAS DE HOJE?

Clara Morais

“O LUXO NÃO É O OPOSTO DA POBREZA, É O CONTRÁRIO DA VULGARIDADE”   (COCO CHANEL)

Luxo é poder ter em casa aquilo que nos deixa felizes, é sermos quem nos deixa felizes.

Luxo são os espaços, as imagens, as palavras que nos levam a respirar profundamente, a espantarmo-nos, a pensar, a emocionarmo-nos…E poder almoçar em casa comida caseira, feita pelas próprias mãos e com amor…é luxo!

Luxo é ser feliz com o mínimo, abolir os excessos e valorizar o essencial. É o triunfo da essência sobre a aparência.

Luxo não é uma coleção de etiquetas de marcas de luxo, mas também pode não ser a t-shirt branca, se não o pretender.

Luxo é ter tempo, abraçar os que amamos e fazer o que nos apaixona. É ser livre!

Uma atitude de luxo tem a ver com genuinidade, honestidade e entrega, viver e ser feliz com o essencial como os minimalistas que possuem a convicção profunda de que, quanto menos têm, mais livres se tornam.

Mas o minimalismo exige uma convicção inquebrantável.

O minimalismo além de um movimento “fashion” é também um estilo de vida e o princípio de que menos é mais pode ser aplicado ao nosso dia a dia para termos uma vida sem excessos, consciente e mais prática. É claro que aderir ao “lifestyle 100% minimal” é um exercício diário que requer esforço, e às vezes não se aplica para a vida de algumas pessoas que gostam um pouco mais de cores, excesso e “décor” que chamam atenção.

Mas é possível aplicar alguns detalhes minimalistas aos nossos looks, com peças básicas que muitas vezes já temos no armário, e garantir coordenações simples e elegantes.

Há quem pense que o minimalismo exige a privação de luxos e prazeres, não comprar nada, não gastar dinheiro.

Pelo contrário, o minimalismo é o oposto da limitação, é abandonar as situações e pessoas que nos limitam, desfrutar mais das coisas que verdadeiramente amamos..

O minimalismo não é privação, mas eliminar o que o atrasa a vida. Coisas que limitam o espaço, compras que limitam a liberdade, distrações que limitam o tempo, paradigmas que limitam a verdadeira maneira de ser.

O minimalismo não priva de luxos, mas abre a porta para os luxos reais: o luxo de viver em paz, o luxo de ter tempo livre, o luxo da luz viva, o luxo de fazer coisas incríveis, o luxo de relacionamentos significativos, o luxo de ter paz mental.

Minimalismo não é desistência, mas sim, desistir do que não acrescenta valor á vida: “stress”, insatisfação, ruído e tristeza.

Menos é mais.

Simplificar leva ao embelezamento.

O minimalismo é o verdadeiro luxo dos dias de hoje.

Nesta época de festividades sejamos completamente luxuosos, vivendo com intensidade, genuinidade e entrega o verdadeiro significado do Natal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.