Home>Lifestyle>ESTE ANO É QUE VAI SER…
Lifestyle

ESTE ANO É QUE VAI SER…

Isabel Pinto da Costa

Quando o ano está a passar enchemo-nos de coragem, de expetativas, de vontade de melhorar e prometemos e pedimos muita coisa para o próximo ano.

“Este ano de 2020 é que vai ser! Vou perder 10Kg, vou voltar para o ginásio…, vou estar mais tempo com os meus filhos…, vou finalmente enfrentar o meu patrão…, vou colocar um ponto final na minha relação que me faz tão mal…, vou poupar dinheiro…, vou fazer as férias que sempre sonhei…, vou trabalhar menos horas…., vou pensar mais positivo…, etc., e então?

Hoje é dia 17 de janeiro, o que já fez por si? Qual destes desejos todos já concretizou? Qual das uvas passas que comeu e que já viu realizadas? Será que vai ser mais um ano em que apenas comeu as 12 uvas passas ao som das 12 badaladas do relógio ao passar ano de 2019/2020 e nada vai mudar na sua vida?

A vida deve ser construída por mudanças interiores e exteriores e eu costumo dizer que o exterior é fácil de mudar, pintamos o cabelo, aplicamos maquilhagem, pintamos as unhas, vestimos roupas diferentes das habituais e parecemos logo pessoas diferentes, mas as mudanças interiores podem demorar anos a ser consolidadas na nossa personalidade e mesmo assim existem pessoas que têm que sentir que essas mudanças não vão implicar perdas, “nem danos colaterais”, ou seja, por exemplo, uma mãe pode nunca fazer uma mudança mesmo que sofra uma vida toda se achar que um filho pode prejudicar-se com essa mudança.

Temos que eliminar muitos falsos conceitos sobre vidas “estáveis”. Existem pessoas que pensam que possuem vidas “estáveis” e têm vidas de rotinas, sem felicidade aparente, pensam que são felizes mas não são, são famílias em que existe um que lidera e, geralmente, é a figura masculina, e depois os outros elementos fazem o que é regido por ele. Depois existem outras famílias mais desestruturadas, em que ambos os progenitores são muito permissivos e os filhos vivem muito as suas vidas e acabam por não ter regras, por ter uma falsa liberdade, experienciam vivências muito cedo e acabam por sentir também o vazio muito cedo, a insatisfação, e rapidamente sentem-se infelizes.

Temos que lutar por estruturas familiares regradas, em que se possa colocar em prática o cumprimento de desejos de uma vida cheia de expetativas, de felicidade, viver como se fosse o nosso último pedido da nossa última uva passa, como se o amanhã pudesse já não existir como diz a canção…, pois cada vez mais cedo aparecem as doenças mentais, aparecem as neoplasias, a nossa idade avança, nós envelhecemos e depois a nossa vida passou e os 12 desejos que se pensarmos erma só 12 ficaram por concretizar! Viva o 2020 com o pensamento/ação na mudança interior que falta para a concretização da pessoa que pensa ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.