Home>Lifestyle>ENCONTROS (INTER)GERACIONAIS
Lifestyle

ENCONTROS (INTER)GERACIONAIS

Isabel Pinto da Costa

Quem nunca assistiu ou não vivenciou um conflito entre pais e filhos ao longo das diferentes faixas etárias? Quem nunca se reviu nesse papel de vilão ou vilã de colocar regras, de impor limites, de transmissão de valores para podermos dizer no futuro que deixamos a tal herança de valores de geração em geração?

Este encontro intergeracional familiar não é muito entendido nem aceite pelos filhos e cada vez mais os encontros na hora das refeições, na hora após o jantar, na chegada do trabalho, na chegada da escola dos filhos, vãosendo mais encurtados no tempo e com o tempo, desculpem a redundância, têm tendência a deixarem de existir, a serem substituídos por silêncios, por tecnologias, por mensagens! Os afetos, os encontros e as conversas dão lugar ao aparecimento de conflitos entre pais e filhos, àmarcação de consultas de psicologia, para terem um terapeuta que, por vezes, vem substituir os pais.

​Surgem assim filhos com as sintomatologias depressivas, ainda leves e pais aliviados porque ainda,segundo eles, foram a tempo porque são leves, mas o que me parece é que ainda não perceberam que têm que lutar por retomar os encontros e os filhos estão à espera disso mesmo.

​O retomar dos encontros intergeracionais entre pais e filhos não pode começar nas crianças, adolescentes e jovens porque eles não apresentam maturidade psicológica. Eles são aliciados pelos estímulos subliminares que a sociedade lhes oferece, como o melhor telemóvel, o melhor computador, a melhor playstation… Logo, retomar esses encontros tem que ser feito pelos pais.

Participar na vida dos filhos é uma mais-valia destes encontros. Os filhos vão sentir-se compreendidos! O tempo passa e os nossos filhos vão ser uns estranhos para nós, se deixarmos o nosso papel por mãos alheias!

​Contrarie assim o distanciamento entre os seus filhos, pratique o encontro intergeracional com eles, não se afaste e não deixe que eles se afastem. A história da vida de filhos que deixaram de falar com os pais durante anos não é só nos filmes, são histórias reais.

Participe na história de vida dos seus filhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.