Home>Saúde e Vida>COVID 19 – COMO NÃO LEVAR O VÍRUS PARA CASA
Saúde e Vida

COVID 19 – COMO NÃO LEVAR O VÍRUS PARA CASA

Ana Marinho Soares

O isolamento social é uma das principais medidas para combater esta doença, mas nem sempre é possível. Há quem tenha obrigatoriamente de trabalhar ou de fazer compras essenciais, entre outros motivos inadiáveis para se ausentar do lar.

Atualmente, para o nosso próprio bem e para o bem de todos, devemos pensar que tanto nós como qualquer pessoa que se cruze connosco, mesmo que assintomáticos, podemos estar infetados com SARS-Cov-2. Mais uma vez, se depreende ser fundamental adquirir hábitos corretos para nos protegermos e protegermos os outros, mesmo perante pessoas que não pareçam ter doença respiratória.

Saia de casa com uma roupa prática e que seja fácil de lavar e secar. Opte por não usar relógios, nem pulseiras, nem brincos, nem anéis. Sabemos que o vírus pode sobreviver vários dias em metais e não quer que as suas jóias levem hospedes não desejados para casa, pois não? Então seja pratico e transporte consigo no exterior, apenas o essencial para além da roupa do corpo e uma máscara no rosto.

O vírus pode permanecer algumas horas no ar. Alguém infetado poderá tossir na direção do seu rosto, ou simplesmente falar para si ou respirar perto de si, projetando pequenas “gotículas com vírus”. Serão razões mais do que suficientes para não querer sair de casa sem máscara. Existem vários tipos de máscaras com diferentes níveis de proteção. As FFP3 e as FFP2 são as mais eficazes para evitar o contágio. Uma máscara cirúrgica ou outra mascara qualquer representam, contudo, uma proteção significativamente acrescida quando comparado com não usar nenhuma. A máscara tem de ser usada corretamente. Deve lavar muito bem as mãos (pelo menos durante vinte segundos) antes de a colocar no rosto. Segure a máscara pelos elásticos, o encaixe nasal voltado para cima, habitualmente o lado colorido é o exterior e o branco fica em contacto com a face, molde-a de seguida ao seu rosto. Depois não mexa mais na máscara até ser a altura de a retirar.

Uma vez mais lave as mãos e está pronto para sair de casa.

Lave as mãos, várias vezes ao dia. Deixe de parte as luvas. A meu ver as luvas dão uma falsa sensação de segurança. Se eu tiver umas luvas e manipular com elas vários objetos, e se um desses objetos estiver contaminado, eu vou contaminar de seguida todos os outros objetos em que tocar com as luvas. Por outro lado, se eu não tiver luvas e lavar as mãos frequentemente, provavelmente não vou contaminar outros objetos porque após utilizar o objeto que por acaso até estava contaminado, lavei as mãos. E não pensem em lavar as luvas, ok? Isso não faz qualquer sentido. Eu só uso luvas para ver os meus doentes. Em qualquer outra situação, estou sem luvas e lavo as mãos frequentemente.

Se for trabalhar, o ideal é que haja o mínimo de pessoas no mesmo compartimento consigo. Se todos estiverem com uma máscara cirúrgica, com uma distância de segurança de pelo menos 2 metros, a desinfetar frequentemente as mãos, num espaço com uma boa ventilação (note-se, janela aberta), o risco de contágio será certamente menor.

Se for ao supermercado, vá de forma organizada, faça as compras que necessita para cerca de uma semana, para tentar evitar ir com regularidade a estas superfícies, porque enquanto vai ás compras está a correr riscos que não corre em casa.

Quando regressar a casa, o seu hall de entrada passará a ser a “sua área suja”. O que tentará fazer daí em diante é que as medidas de cuidados que tome nessa “área suja” sejam suficientes para não contaminar o resto da casa (“área limpa”):

1-      Pousar telemóveis, chaves, malas, etc na “área suja”

2-      Desinfetar as mãos na “área suja”

3-      Retirar a máscara, retirar o calçado e despir a roupa exterior na “área suja”

4-      Desinfetar novamente as mãos na “área suja”

5-      Com álcool a 70%, limpar o telemóvel, as chaves, entre outros objetos que tenha trazido da rua (assim poderá leva-los consigo para o resto da casa). Limpar ainda a maçaneta da porta da entrada de casa.

6-      Passar para a “área limpa” da casa, indo diretamente para a casa de banho tomar banho.

7-      Depois de tomar banho e vestir roupas limpas, vai buscar a roupa que deixou na “área suja” e coloca para lavar. Sabemos que o vírus sobrevive várias horas na roupa, mas sabemos também que este será inativado pela água e pelo detergente.

8-   O calçado que descalçou, tal como qualquer outro calçado que use na rua, ou roupa que usou no exterior e que não tenha colocado para lavar devem permanecer sempre na “área suja”.

9-      Lave as mãos

10-   Usufrua do conforto e da segurança do seu lar

2 thoughts on “COVID 19 – COMO NÃO LEVAR O VÍRUS PARA CASA

  1. Tudo bem explicadinho, Dra Ana. É só obedecer a quem nos quer bem.
    Continue a orientar-nos e boa sorte para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.