Home>Cidadania e Sociedade>O MEU #ESTUDOEMCASA
Cidadania e Sociedade

O MEU #ESTUDOEMCASA

Duarte

O ensino à distância começou no dia 16 de março, por causa da pandemia de Covid-19. As escolas foram obrigadas a fechar e encontrar outras formas de ensino não presencial.

Assim, a educação à distância é um ensino conseguido essencialmente através de tecnologias, nomeadamente, a Classroom e outras plataformas digitais. Os alunos tiveram que rapidamente se adaptar a este novo método de ensino.

Para mim não foi fácil aprender a matéria nova, dada através das aulas online, pois presencialmente com a professora conseguia entender melhor os conteúdos dados. Também não gostei muito deste tipo de ensino, porque não conseguia ver os meus colegas, só nas videochamadas, mas não era a mesma coisa.

Esta pandemia também trouxe aspetos positivos, nomeadamente tornar os alunos mais autónomos e independentes. O estudo em casa, na sua maioria, apresentou aspetos positivos como por exemplo: ficar em casa
com os meus pais, poder organizar o meu estudo da minha maneira, aprender a mexer no computador e poder brincar mais.

Quando começou a telescola organizei o caderno, fiz o horário e até tirei apontamentos, mas como as aulas eram para 3º e 4º anos e como já sou do 4º ano fui-me desmotivando cada vez mais, porque os conteúdos foram lecionado ao nível do 3º ano. Não gostei das aulas de matemática, de português e educação física, nomeadamente os exercícios feitos à base de rolos de papel higiénico. As aulas de inglês também me desiludiram bastante pois eu estava num grau superior de exigência.

Não gostei daqueles raps que sinceramente não tinham jeito nenhum.Gostei das aulas de educação artística e até fiz um desenho ao som de música clássica.

Concluindo, o ensino à distância teve aspetos positivos e negativos. O aspeto que considero mais positivo foi o facto de, todos juntos, podermos contribuir para que o vírus não se propagasse. O aspeto negativo que considero mais importante o foi o facto de não aprender as matérias da mesma forma.

Espero que no próximo ano letivo este maldito vírus já tenha passado para poder estar com a minha turma, os meus professores e retomar as atividades que fazia antes, como o futebol que tanto gosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.