Home>Saúde e Vida>PRODUTOS NATURAIS, QUÍMICOS E ASSIM ASSIM…
Saúde e Vida

PRODUTOS NATURAIS, QUÍMICOS E ASSIM ASSIM…

Ana Marinho Soares

Recordo-me de há muitos anos, na série humorística Malucos do Riso, haver um personagem que numa farmácia perguntava aos utentes se pretendiam um produto natural, químico ou assim assim. Tantos anos depois, ainda há confusão entre estes termos e frequentemente a atribuição errada do seu significado.

Um produto químico é uma substância ou mistura de substâncias obtida por um processo onde ocorre alteração da composição original. Esse produto pode ser natural ou sintético pois todos eles são compostos por átomos e por moléculas, sendo passíveis de sofrer processos químicos.

Assim, que se desfaça a confusão de que um produto químico é um produto sintético. Um produto sintético é um produto químico; um produto químico poderá ser ou não sintético.

Outra falsa premissa que frequentemente ouço é que um produto natural nunca é nocivo. Um produto natural pode ser nocivo ao organismo humano ou por causar reações alérgicas, ou então quando consumido em quantidades tóxicas.

Qualquer substância, natural ou sintetizada, quando consumida além dos limites seguros, apresenta risco de toxicidade. Mesmo substâncias consideradas benéficas ou inofensivas, tornam-se prejudiciais para a saúde a partir de uma determinada quantidade.

Vamos a um exemplo prático. Nesta temática, o que é que o paracetamol e o chá verde podem ter em comum? Ambos, quando ultrapassam o limite de consumo seguro causam hepatotoxicidade.

A dose máxima diária de paracetamol é de 4 gramas (500 miligramas a 1 grama a intervalos de 4-6 horas), devendo ser inferior se o doente tiver patologia hepática. Qual pode ser a consequência da transgressão da dose máxima diária? Danos graves no fígado que podem ser fatais ou implicar necessidade de um transplante hepático. Menos frequentemente podem também causar danos renais.

O chá verde, por sua vez, já fez também muitos estragos em fígados de pessoas que até pensavam que estavam a ter hábitos saudáveis por consumir diariamente esta erva.

Alerto que no caso do chá verde, não se pode ultrapassar a dose diária de 800 mg.

Clarifico nesta demonstração que:

-Não existem produtos naturais 100% seguros: existem doses seguras e doses tóxicas para qualquer produto (natural ou sintético).

– Não deve exceder as doses máximas recomendadas dos fármacos, com prejuízo para a sua própria saúde.

– A maior segurança está sempre em consumirmos produtos adequadamente testados, com efeitos laterais e doses máximas seguras conhecidas, e perante isso, ser natural ou sintético, é simplesmente irrelevante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.