Home>Saúde e Vida>PROCEDIMENTOS EM MEDICINA ESTÉTICA – ÁCIDO HIALURÓNICO
Saúde e Vida

PROCEDIMENTOS EM MEDICINA ESTÉTICA – ÁCIDO HIALURÓNICO

Ricardo Guilherme

O ácido hialurónico é uma substância naturalmente presente em quase todos os tecidos no organismo humano, uma molécula de açúcar que atrai água e pode atuar como lubrificante e absorver choques em partes móveis do corpo, encontrando-se em maior abundância na pele, olhos e articulações. Esta substância é muito utilizada no universo da Medicina Estética, principalmente na harmonização facial, sendo um poderoso aliado na luta contra o envelhecimento.

56% do ácido hialurónico no nosso corpo encontra-se na pele, onde atua preenchendo o espaço entre as células, mantendo-a lisa e elástica. Tem a capacidade de reter 1000 vezes o seu próprio peso em água, semelhante a uma esponja, sendo assim um poderoso hidratante e participando também na reparação dos tecidos e cicatrização de feridas. Com o tempo, a sua concentração diminui, causando o aparecimento de rugas, flacidez e desidratação dérmica.

Pode estar indicado, na sua forma injetável (filler), no preenchimento facial para melhorar o contorno da face, lábios (definição de contorno e/ou volume), sulcos naso-labiais, sulcos naso-jugais (olheiras), nariz, reposição de volume facial, nas mãos e algumas regiões corporais. Pode ser usado no tratamento de cicatrizes do acne e da celulite, conferindo uma maior luminosidade à pele.

Com o envelhecimento, algumas regiões faciais naturalmente perdem algum do volume do tecido subcutâneo de sustentação. A partir dos 45 anos de idade, os níveis de ácido hialurónico começam a decrescer; por volta dos 70 anos de idade, possuímos menos 80% de ácido hialurónico do que aos 40. A harmonização facial confere um aspeto mais rejuvenescido ao rosto, sendo este produto aplicado na região dos malares, mandíbula e zonas laterais.

A aplicação deste produto pode ser realizada com microcânulas, garantindo mais conforto e segurança no procedimento, usando também uma aplicação de anestesia local para tal, se necessário – apesar de ser um procedimento praticamente indolor.

Os cremes e máscaras à base de ácido hialurónico são excelentes aliados na prevenção do envelhecimento e, quando associados com retinóides, vitamina C e outros rejuvenescedores celulares, apresentam excelentes resultados a longo prazo.

Antes de realizar qualquer tratamento, deve ser feita uma correta avaliação individual, uma exaustiva anamnese e exame clínicos do paciente para descartar possíveis contraindicações.

Para manter um efeito máximo do ácido hialurónico, recomenda-se uma alimentação cuidada e variada, cessação tabágica e alcoólica e uso regular de proteção solar (mesmo no Inverno).

Por fim, insista que o Médico tenha a formação e prática adequada em Medicina Estética, que a marca do produto está autorizada para o uso cosmético e que assina um consentimento informado antes do procedimento.

Apenas um Médico poderá garantir uma correta anamnese e exploração pré-procedimento com conhecimentos sobre anatomia facial e resposta ao tratamento. É fundamental garantir a segurança nos procedimentos médicos, procurando sempre uma opinião especializada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.