Cultura, Literatura e Filosofia

VAMOS VENCER

Augusta Barbedo

Cada manhã a Terra acorda a sonhar que a esperança vai vencer a nefasta guerra da destruição que está a assolar o mundo inteiro!

Horas de incerteza, momentos amargos e trágicos que tentam vencer a nossa fragilidade, deixando-nos à deriva, sem rumo, para nos fazer perder a fé!

Este mórbido inimigo só será vencido se todos nos unirmos, fazendo barreira, para que a vida possa continuar tal como até aqui!

A luta está renhida, a batalha não está perdida e está prestes a ser vencida!

A luz que bruxuleia ao fundo do túnel parece uma nesga muito ténue, mas que anima a que todos a busquem e a não parar de lutar!

Cada ser é um ramo que emana da Videira, é um torrão de sal que se desagrega da salina e é a chama que tremeluz na lamparina de barro! Mas…já milhões foram aniquilados, dando a entender que caminhamos a passo lesto para um deserto árido onde reinam os tempos de escuridão!

A vitória começa por mim e por ti. Há que colaborar, colmatar a dúvida com a Fé, o erro com a verdade e o desespero com a esperança!

Findo isto, poderemos cantar o hino da alegria. Todos iremos hastear a bandeira e gritar aos quatro ventos que os desafios impostos, os sacrifícios austeros implantados só fizeram com que agarrássemos a vida com um olhar diferente e valores mais nobres! Depois de tantas baixas do exército da estrada da vida, estamos convictos que venceremos, vamos vencer esta duríssima batalha para sermos de novo livres para voar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.