Home>Saúde e Vida>ENVELHECIMENTO CARDIOVASCULAR
Saúde e Vida

ENVELHECIMENTO CARDIOVASCULAR

Antonieta Dias

O processo de envelhecimento ocorre a nivel de todos os órgãos, mas nem todos envelhecemos da mesma maneira.
O envelhecimento é um processo natural e as alterações que surgem associadas a idade explicam as modificações estruturais que se instalam no nosso sistema cardiovascular.
A incidência e a prevalência de hipertensão arterial, insuficiència cardíaca congestiva, doença arterial coronária, acidente vascular cerebral, arteriosclerose, hipertrofia ventricular esquerda, fibrilaçãoauricular, são as doenças de excelência que surgem na população ocidental e que aumentam com a idade.
A correlação idade-doença é difícil de explicar pela sua complexidade, pelos riscos individuais e pelos mecanismos fisiopatológicos da doença, dos estilos de vida, dos factores genéticos que influenciam as características específicas do envelhecimento..
Neste últimos trinta anos tem havido um esforço enorme da comunidade científica para definir os fatores de risco para as doenças cardiovasculares.
Se pensarmos nas transformaçóes que surgem nos indivíduos que padecem de hipertensão arterial associada à idade, constatamos que os estudos transversais mostram que as artérias centrais dilatam com a idade e levam a um aumento do tamanho do seu lume.
Os estudos pos-mortem mostram um aumento da espessura da parede arterial associada à idade que se acompanha de aumento da rigidez arterial (redução da compliance), que resulta das alterações estruturais resultantes do envelhecimento corporal.
Estudos recentes demonstram que o aumento da rigidez vascular pode preceder o aparecimento da hipertensão arterial.
Os doentes com hipertensão arterial apresentam maior espessura das paredes das carótidas, rigidez arterial central o que não acontece nas pessoas normotensas.
A estrutura e a função global do sistema cardiovascular variam muito de individuo para indivíduo, pois existem interações com outras doenças e com os estilos de vida.de cada um.
Por sua vez o sexo biologico´é um factor relevante na fisioplatologia e fisiologia do sistema cardiovacular.
Com o avanço da idade há um aumento do tecido elástico e colagenose em todas as áreas do sistema de condução.
Existe um aumento da prevalência das arritmias tanto supra ventriculares como ventriculares.
As alterações extremas relacionadas com a idade na estrutira/função cardiovascular são altamente deletérias mesmo em pessoas ditas saudáveis.
Apesar de todos estas modificações todos nós podemos minimizar estes riscos do envelhecimento se fizermos um percurso de vida preventivo que inclui estilos de vida saudável, diminuição da ingestão diária da quantidade de sal, desenvolvimento de uma atividade física regular, uma alimentação saudável, exclusão de hábitos nocivos como o tabaco, o àlcool, o café e as drogas de abuso, certamente teremos um envelhecimento mais harmonioso e com menos probabilidade de padecermos de doenças cardiovasculares.
Saber envelhecer é uma virtude.
Sempre que falamos em “vaidade “, tendência é fazer esta associação com a imagem de pessoas mais jovens que estão exclusivamente preocupadas com a sua aparência e muitas vezes esquecemo-nos que a beleza também faz parte da terceira idade que tem a preocupação dos autocuidados para manterem sua autoestima, melhorarem a sua qualidade de vida e aprenderem a viver melhor.
Longe vai o tempo em que se associava o idoso ao paciente acamado e sem vida social.
O grupo das pessoas com mais idade, obteve evidência na sociedade pelo reconhecimento da sua importância, baseada no seu saber, na sua experiência e no forte contributo que dão à sociedade em geral e à família em particular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.