Cultura, Literatura e Filosofia

AO PÔR-DO-SOL

Regina Sardoeira Escrevo ao pôr-do-sol e reparo que nada mudou na fogueira do céu, que o ar continua benéfico, morno, salubre, que os montes continuam sendo as linhas quebradas de sempre, que o breve trinado das aves já se esvai na copa das árvores e dificilmente absorvo a onda de inquietação que tanto perturba a humanidade. Vivemos numa catarata confusa de desespero e ânsia, não sabemos o que somos, de
Cultura, Literatura e Filosofia

«CONTA-ME O TEU SEGREDO»

Raquel Evangelina Hoje trago-vos outra sugestão de leitura. Desta vez, a autora Dorothy Koomson é a minha escolha. As duas obras mais conhecidas dela são, pelo menos a meu ver, “A filha da minha melhor amiga” e “Amor e Chocolate”. No entanto, escolhi o “Conta-me o teu segredo”, um dos livros mais recentes. A sinopse diz o seguinte: “Pieta tem um segredo. Há 10 anos, Pieta foi raptada por um
Cultura, Literatura e Filosofia

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA – UM LIVRO INTEMPORAL

Isabel Madureira “se podes olhar, vê. Se podes ver, repara.” Na situação atual que o mundo atravessa, lembrei-me incessantemente do  livro de Saramago, Ensaio sobre a Cegueira. Li-o aquando da sua publicação, em 1995. Adorei. Talvez tenha sido o livro do autor que mais gostei de ler. Depois vi o filme. Adequado, pareceu-me, no entanto continuo a achar que o livro é soberbamente melhor. E agora? Abril, Maio, de 2020?
Cultura, Literatura e Filosofia

ESTRANHO MUNDO – PARTE III

Jorge Nuno O presidente da maior potência mundial e económica vê-se debaixo de fogo, no seu país, por não conseguir dar resposta efetiva ao controlo da pandemia. Desde o início desta, cerca de 38 milhões de cidadãos desse país ou a trabalhar nele, submeteram o pedido de subsídio de desemprego e, só em cinco semanas, registou-se cerca de 26 milhões de desempregados, a uma média superior a 5 milhões em
Cultura, Literatura e Filosofia

A MULTIDÃO É MENTIRA

Regina Sardoeira A propósito da hora que vivemos e da verificação que tenho feito acerca do desejo de regressar à multidão que assola os indivíduos, quando tanto se apela ao distanciamento social, à parcimónia nas manifestações tácteis, a um certo isolamento, fui visitada por esta frase de Kierkegard. E, numa espécie de compulsão, não deixei mais de reflectir sobre o conteúdo de tão sábia sentença. Percebo que, tal como Kierkegaard,
Cultura, Literatura e Filosofia

E A FAMÍLIA?

José Castro A maioria dos seres, nomeadamente no reino animal, necessitam de dois progenitores (exceto fenómenos de telitoquia) e de uma gestação mais ou menos longa (12 dias num gambá (Didelphis) e cerca de 700 dias no elefante (Elephas maximus indicus)) até ao seu nascimento. Os cuidados com os filhos no mundo animal também apresentam várias possibilidades. Aqueles que os cuidam com extremo zelo, dedicação e “amor” (presumo que maioritariamente)
Cultura, Literatura e Filosofia

A PERFEIÇÃO E O ABSOLUTO SÃO AS REGRAS DA VIDA

Regina Sardoeira Vivemos um tempo inédito. Insólito. Inacreditável. Insuportável quanto baste. E contudo, à nossa volta, nossa, de humanos, a natureza expande -se em floração inebriante, em luxurioso verde, em avanços e recuos de sol esplendoroso e chuva torrencial, porque é deste teor e primavera. Os pássaros, variados e jovens, saltitam por entre os ramos e gorjeiam ou volitam em bandos, numa errância plena de graciosidade e é toda uma
Cultura, Literatura e Filosofia

ESTRANHO MUNDO – Parte II

Jorge Nuno Uma visita ao site Global Firepower[1] permite-nos tomar conhecimento das maiores potências militares do planeta. Os primeiros seis países, por ordem decrescente, são: Estados Unidos da América [EUA]; Federação Russa; República Popular da China [RPC]; Índia; França e Reino Unido. Os membros permanentes do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas [ONU], que têm direito a veto, são, precisamente, cinco dos seis países mencionados com maior poder bélico, com
Cultura, Literatura e Filosofia

RECONSTRUIR A HUMANIDADE, EIS O DEVER

Regina Sardoeira "Houve até ao dia de hoje, mil fins diferentes, pois houve milhares de povos. O que falta é a corrente unindo essas mil nucas, o que falta é um fim único. A humanidade não tem ainda um fim. Mas dizei-me, meus irmãos, se a humanidade sofre por lhe faltar um fim, não será o caso que não existe ainda humanidade?" Friedrich Nietzsche, Assim falava Zaratustra Tenho revisitado Nietzsche,
Cultura, Literatura e Filosofia

O LEITO DURO DA AMIZADE

Regina Sardoeira "Se o teu amigo está doente, oferece abrigo ao seu sofrimento, mas sê para ele um leito duro, uma cama de campanha; mais útil lhe serás deste modo. E se o teu amigo te fizer mal, diz-lhe: <Perdoo-te o mal que me fizeste; mas o mal que fizeste a ti próprio, como poderei perdoá-lo?> Assim fala o teu grande amor; ele sobrepõe-se mesmo ao perdão, mesmo à piedade.