Cultura, Literatura e Filosofia

SILÊNCIO TONITRUANTE

Habituamo-nos ao silêncio e quando este deixa de se fazer ouvir, a sua ausência é ensurdecedora. Felizmente, as gotas que se esbatem na soleira, quente pelo ensolarado nevoeiro que cobriu o primeiro dia de Verão, e no ferro, também quente, empoeirado, musgado, corroído às sardas, ondulam a sonoridade, mecanicamente trazendo na sua transversalidade o que vibrará no meu tímpano e na miríade de ossos minúsculos com que Deus me votou
Cultura, Literatura e Filosofia

O EXTRAORDINÁRIO

Certo dia, estava eu em casa, numa altura em que sentia-me um pouco sozinho, algo perdido e sem rumo, quando recebo uma chamada. Disseram-me que andavam à procura de alguém com grandes capacidades para um concurso intitulado de “Os Extraordinários”, que passava na RTP1. Estavam a precisar de um maestro jovem e lá encontraram o meu nome, para meu espanto. Na altura, fiquei quase sem saber o que dizer, porque queria
Cultura, Literatura e Filosofia

NO ANO INTERNACIONAL DO PATRIMÓNIO

Em torno do património, no seu Ano Internacional: A casa é o meu lugar de amor e de paixão A terra onde sou feliz, da vida o inteiro coração A região sagrada onde a família se constrói e enriquece A casa é a minha identidade do que é e do que aparece O chão de onde parto e onde cansado me regresso Nas curvas da vida onde amanheço e anoiteço Ali está a minha
Cultura, Literatura e Filosofia

OS NOSSOS HAL 9000

São casos clínicos, muitos deles, os dos aventureiros que ousam, num ímpeto, desligar o seu parasita de uma vida: esse sem rosto que toma a rédea das datas, dos trajectos quotidianos, das próprias decisões que envolvem amores, profissões, devoções e as palavras confinadas aos “sim” e aos “não”. Difíceis para um diagnóstico que não entre em contradição consigo mesmo, porque o parasita pensa em tudo, até no significado dos sentimentos,
Cultura, Literatura e Filosofia

O VELHO SENTADO À SOMBRA

Desde de novo que imagino o avô como o culminar idílico de uma vida. Na perspetiva de criança da aldeia que fui. O pai do pai sentado na pedra granítica encostada à parede da casa velha; a mãe da mãe entretida na lide doméstica ou a tricotar, como quem junta todos os minutos numa espécie de novelo, para que o tempo renda, e com o terço na mão, as preces
Cultura, Literatura e Filosofia

EM BUSCA DO SENTIDO DA VIDA

“Será que a Vida tem sentido?”; “E se tem qual é?” “ E se a Vida não tem sentido?” Estas e outras questões existem desde que o Homem possui capacidade de refletir sobre si próprio. Perduram ao longo do tempo e têm sido alvo de reflexão das mais variadas áreas do saber, desde a Teologia, Filosofia, Psicologia, Neurociência, etc. A questão do “Sentido da Vida” está intrinsecamente relacionada com a
Cultura, Literatura e Filosofia

ESCREVER SOBRE AS NOSSAS EMOÇÕES

Escrever sobre as nossas emoções é, muitas vezes, um ato de grande coragem para todos aqueles que as ousam enfrentar, sejam elas mais ou menos positivas, com maior ou menor impacto no nosso bem-estar, que estejam quer à flor da pele quer escondidas durante muito tempo, numa espécie de recalcamento consciente, pelo medo de as encararmos. Lidar com as nossas emoções nem sempre é um processo fácil, sendo que muitas
Cultura, Literatura e Filosofia

ENTELÉQUIA – OU O AMOR PERFEITO

Decidi versar a temática do amor, não porque tenha dúvidas relativamente ao que tal conceito significa, enquanto sentimento – o sentimento é emoção, a emoção acontece, conceptualizar emoções é puro desperdício porque ela escapará para sempre ao rigor das definições – mas na exacta medida em que «amor» é uma palavra, enquanto palavra está carregada de simbolismo e toda uma derivação linguística, e logo filosófica, pode dela ser levada a
Cultura, Literatura e Filosofia

AQUI JAZ O AMOR

Ao abrigo desta sombra, no meio de um dia quente de Verão, como o são todos os dias dos três meses de inferno em Trás-os-Montes, bafiados e acalorentos de tal gradação que me fazem trocar sílabas numa disgrafia quotidiana, como este dia, nascido ao contrário, onde descemos pelas ruas de Alijó (só consigo recordar este nome, os restantes são todos guardados no saco grande e ligeiro, uma espécie de merendeiro,
Cultura, Literatura e Filosofia

A VIDA É FEITA DE EMOÇÕES E SENTIMENTOS

As emoções são essencialmente impulsos para agir que conduzem à ação; são o motor do comportamento humano. Etimologicamente a palavra emoção deriva do latim «emovere», que significa «pôr em movimento». São as emoções que nos fazem pensar, falar, agir, sonhar, chorar, sorrir. As emoções habitam no nosso subconsciente e produzem-se de forma automática. Elas são a resposta do nosso interior perante situações críticas, sobrepondo-se a todos os processos e tiranizando as