CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

A REFORMA DO PROGRAMA DE FILOSOFIA PARA O ENSINO SECUNDÁRIO

Ainda que não subscreva, palavra por palavra, o conteúdo do texto que usarei hoje, como crónica, reconheço-lhe, em geral, premência e correcção.  Por isso o transcrevo neste contexto. "A perversa reforma do programa de filosofia do 10º e 11º ano em Portugal ou Bilderberg no ensino A reforma do programa de filosofia, que se prevê entrar em vigor em Setembro de 2018, elimina a lógica aristotélica do programa de filosofia
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

CAMINHO ALHEIO À CAMINHADA

O que fazer quando as palavras já não se colam aos braços nos dias de calor? Esmiúça-se na vontade o ínfimo detalhe para que uma história nasça e seja recebida, acarinhada, amada até!, para depois ser depositada no quotidiano com o desejo íntimo de se ser mais palavra do que frase, mais letra do que palavra e, por fim, mais silêncio proferido do que todas as palavras cacofoniadas sem conteúdo
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

A ALDEIA QUE EM MIM HABITA – SOLDO DÉCIMO SEGUNDO

Ergástulo nenhum. A feérica certeza reforça o lais de guia que nos confere translúcida comunhão. Ancoradouro do qual nunca largamos, intensa a laborada ligação. Degraus, subidos, em mão única contados. Amarela a tonalidade que me cumprimenta sem servidão alguma, não abrindo, mas como que abrindo, as portas que estendem a essência de toda uma aldeia para o interior de sagrado espaço que partilha de artéria mesma relativa humildade que verte
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

OUTONO DE SETEMBRO

 Setembro é para muitos o início de um novo ciclo. Qual viagem no tempo, entre o passado e o futuro, há nove meses festejámos o novo ano e contam-se ainda mais três para o seu final. No entanto, este mês marca uma época de transição com a chegada do outono. Particularmente conhecida pela queda das folhas nas árvores e a alteração na luminosidade do dia, esta estação chega até nós
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

DESPEJO

Despeço-me de tudo o que é meu! Das paredes mudas que durante décadas se fingiram surdas, dos móveis de madeira tão maciça e pesada como os pecados que se cometem numa só vida, dos naperons bordados pela minha mãe que, em cada linha, acariciou o meu intrincado futuro e da velha e rangente cama onde derramei o sangue que me tornou impura aos olhos dos homens sérios por quem nunca
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

O APÊNDICE DA AUTOESTRADA

Era uma vez um ramal de acesso de uma autoestrada. Andava triste e solitário. Sem nunca perceber porque recusavam os carros passar por ele. Mal reparavam na sua existência e entravam pelas outras faixas, umas vezes lentamente, outras vezes a alta velocidade. A irresponsabilidade era de todos eles! Os que devagar entravam não percebiam que um ramal de acesso, tal como o nome indica, é mesmo para haver um local
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

TRIBUTO À FILOSOFIA

- Penso, logo existo, Je pense, donc je suis, Cogito, ergo sum...três formas de dizer a mesma verdade...e todavia, que tem ela a ver connosco, homens e mulheres do século XXI? - Tudo, meus senhores, tem tudo a ver. O cartaz aparece no centro daquela manifestação em Paris, organizada como forma de protesto contra o terrorismo, não é verdade? - Sim, percebe-se razoavelmente. - Foi uma manifestação de homens, quero
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

VIAGEM À COLÔMBIA – I #Bogotá e #Medellín Cidade e Diversidade

[caption id="attachment_7017" align="alignright" width="225"] MEDELLÍN PARQUE[/caption] Visitar a Colômbia sempre me pareceu que estivesse (quase completamente) fora de alcance. Não era porque não tivesse curiosidade ou não tivesse interesse em conhecer, muito pelo contrário: sempre me pareceu um daqueles países que só conhecemos da Literatura e que – por se me revelarem tão mágicos e fascinantes – parecem irreais. Era antes por achar que, de tão longínquo e tão dentro
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

UMA OPORTUNIDADE DE TRANSFORMAÇÃO

Morrer! Perder! São dois acontecimentos que envolvem uma complexa teia de emoções, originando grandes transformações no Ser Humano e muitas vezes irreversíveis. A perda de um objeto ou uma pessoa faz com que o Ser Humano entre numa espiral de sentimentos e emoções com cariz negativo, levando a uma trajetória de vida direcionada para o negativismo, tristeza e impotência. Há a perceção de que é o fim de tudo! Este
CULTURA+LITERATURA+FILOSOFIA

TODOS NÓS CONHECEMOS UM JOSÉ

O tempo é precioso e o medo faz-nos mover ou congelar; somar o amor e o acolhimento na direcção certa é ficar. O José tem uma história sobre diferentes perspectivas de tempo e medo, com ou sem fronteiras de amor. É um dos mais promissores jovens arquitectos do país e orgulhosamente dependente de Fernando Pessoa na sua pintura artística (especialista em retratar o escritor em performances ao vivo de pintura