Lifestyle

RELIGIÃO E MAGIA

Rui Marques Araújo Tão antiga como o ser humano, a magia continua, ainda hoje, a coexistir com a religião, ao ponto de não termos como distinguir uma da outra de maneira absoluta. Esta coexistência tem-se revelado, ao longo dos tempos, tudo menos pacífica, existindo até uma certa implacável hostilidade à mistura, que estimulava, principalmente, os sacerdotes a perseguir os agentes da magia. A proclamada auto-suficiência dos mágicos, a arrogância deles
Lifestyle

LONGE

Regina Sardoeira venho de longe (e vou para longe)  o perto nada me diz por ele desvairo por ele me arrasto por ele rodopio em circunvoluções de inépcia *************************************** sim venho de longe das longínquas estrelas (talvez desvanecidas) dos fundos oceanos (decerto enegrecidos) do alto das montanhas (se calhar mergulhadas em névoa entretecida) **************************************** o perto não tem poder para agarrar-me nele me vou perdendo (sombriamente) como um eco de
Lifestyle

AÍ ME TENS

Raquel Evangelina  Aí me tens, Na tua mão. Frágil, Se apertares, eu sufoco. Escorregadia, Fácil de escapar por entre os dedos. Vulnerável, Basta virares a mão e não evito a queda. Aí me tens, Apesar de todo o dano que me possa ser causado, Apesar de estar à mercê de um movimento teu, Aí me tens, Na tua mão. Com fé no que está para vir, Confiando em ti, Em
Lifestyle

PROFESSORES E “ENSINADORES”

José Castro  Foi com alguma perplexidade que li nas notícias que qualquer licenciado poderia ser Professor, mesmo antes de ter a componente pedagógica concluída. Mais uma vez se confunde o papel de Professor com Formador. Mais uma se vez de confunde Educação com Formação. Mais uma vez se confunde “ensinar a saber Ser” com “ensinar a fazer”. Sabendo que a primeira inclui a segunda, mas não o inverso. A Profissão
Lifestyle

FELINOS DE AMOR

Regina Sardoeira Amor, amor, amor, o que é o amor, não há como responder, porque não há outra palavra para simbolizar o que, feito sentimento humano, estabelece uma ruptura feroz entre o conceito e a expressão. Chamar-lhe-ia antes egoísmo, ou a necessidade de agarrarmos um outro, chamar-lhe-ia narcisismo, ou o desejo de termos um espelho, no qual nos víssemos sempre a nós mesmos, nos olhos do outro, chamar-lhe ia miséria,
Lifestyle

AVENTURA

A aventura começa não sabemos quando, porque os sinais estão ocultos e  nenhum mapa dirige os passos ousados que vamos traçando em areias ou mar, e a inquietação estremece-nos na ponta dos dedos com que imprimimos pegadas no deserto do tempo. A aventura prossegue a sua empresa audaz, por rios e bosques, e algures a sombra vai cerrando luzes e a razão escarnece os desígnio de espanto com que a
Lifestyle

TRATA DE TI…

Raquel Evangelina Há uma certeza na vida, a única pessoa que estará connosco até ao fim somos nós. E mesmo assim, quantas vezes nos anulamos para tentar agradar aos outros? Quantas vezes deixamos de parte o que queremos fazer por algo que outra pessoa quer? Quantas vezes engolimos sapos por medo que alguém deixe de gostar de nós ou de nos acompanhar? Quantas vezes somos a nossa segunda, terceira opção?
Lifestyle

BUARCOS/BURACOS E O ESGOTAMENTO DO CITROËN AX

Regina Sardoeira  Buarcos/Buracos será o tema inicial desta minha narrativa porque um tal anagrama decerto convirá, enquanto metáfora, à minha 12a Viagem Literária. De facto, depois de 180 kms percorridos, desde Amarante, inutilizado o GPS por falta de bateria do telemóvel, fui, um pouco ao acaso, em busca do meu destino. Vagueei bastante, ao volante do meu Citroën AX de 1994, o fiel e competente companheiro destas minhas aventuras .
Lifestyle

A PERFEIÇÃO DO UNIVERSO E A ABERRAÇÃO HUMANA

Regina Sardoeira Tenho andado a (re)ler um livro de Física, intitulado Simetria Perfeita de Heinz R. Pagels, o mesmo que me ajudou a compreender a física quântica há alguns anos, e muitas reflexões tenho feito não só acerca da formação e composição do Universo, mas também sobre o nosso planeta e os seus habitantes humanos. Percebo que tudo o que constitui o Universo, desde o nosso sistema solar, até às
Lifestyle

AMARANTINALIDADE – PEDRO CARNEIRO

Dália Carneiro Falar dos "meus", pode ser considerado egocentrismo, talvez de alguma forma o seja, porque o meu ego fica desmedido com o orgulho que tenho nas minhas raízes e gosto de mostrar ao mundo, quem foram, quem são e a importância que tiveram na siciedade, sobretudo na sociedade amarantina. Tinha prometido uma viagem no tempo, assim, depois de vos ter dado a conhecer António Teixeira Carneiro, fundador do Jornal